Pub

O bispo do Algarve preside hoje à celebração dos Fiéis Defuntos, às 19h, na Sé de Faro.

D. Manuel Quintas tem presidido nos últimos anos à celebração daquela memória litúrgica no Cemitério da Esperança, que este ano não se realiza devido à pandemia de covid-19.

Em Portugal, esta data coincide com um dia de luto nacional e homenagem a todos os falecidos, em especial às vítimas da pandemia, que já provocou mais de 2500 mortes.

Em Faro, em substituição da habitual celebração no Cemitério da Esperança, as paróquias da cidade celebraram missas nas suas igrejas, presididas pelos respetivos párocos.

A comemoração de todos os fiéis defuntos remonta ao final do primeiro milénio: foi o Abade de Cluny, Santo Odilão, quem no ano 998 determinou que em todos os mosteiros da sua Ordem se fizesse nesta data a evocação de todos os defuntos desde o princípio até ao fim do mundo.

No dia 14 de novembro, às 11h00, na Basílica da Santíssima Trindade do Santuário de Fátima, a Conferência Episcopal vai celebrar uma Eucaristia de sufrágio pelas vítimas da pandemia em Portugal.

Pub