Inicio | Sociedade | Bispo do Algarve recebeu a Medalha de Ouro da cidade de Faro

Bispo do Algarve recebeu a Medalha de Ouro da cidade de Faro

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O bispo do Algarve recebeu no Dia do Município de Faro, 7 de setembro, a Medalha de Ouro da cidade.

D. Manuel Quintas foi agraciado no passado sábado na sessão solene que teve lugar na Universidade do Algarve, no auditório 1.5 do Complexo Pedagógico da Penha.

Após a cerimónia, que teve lugar junto ao quartel dos Bombeiros Sapadores com o hastear das bandeiras e com a aposição de insígnias aos bombeiros promovidos, as comemorações prosseguiram no Campus da Penha com a cerimónia dos agraciados que pretendeu distinguir “personalidades individuais ou coletivas, nacionais ou estrangeiras, que contribuam para o engrandecimento e dignificação do município e que se notabilizem pelo seu reconhecido mérito ou contributo para a comunidade ou que comportem notável destaque”.

No final da cerimónia, em que a distinção honorífica foi entregue ao bispo do Algarve pela vereadora Cristina Grilo, o presidente da Câmara justificou-a por homenagear “um homem do norte que já tanto fez pelo Algarve” e pelas suas comunidades. “Merece o respeito de todos independentemente da fé de cada um”, acrescentou Rogério Bacalhau.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Também o presidente da Assembleia Municipal já tinha referido na abertura da sessão solene que “a cidade de Faro deve muito ao seu bispado”. “De Ossonoba aos dias de hoje, atravessámos o tempo da história sempre com o bispo do Algarve, a sua diocese e o seu bispado”, referiu Luís Graça, destacando as “boas relações de comunhão” e “de interesses” “ao longo da história com Faro, o seu bispo e a sua diocese”.

Lembrando os 50 anos de consagração religiosa que o prelado completa no dia 29 deste mês, o também deputado Luís Graça evidenciou que “o bispo D. Manuel Quintas consagrou a sua vida aos outros”, considerando aquela “uma justíssima homenagem”. Nesse sentido, realçou a “ação de D. Manuel Quintas na procura de fazer o bem na vida do ser humano e de tocar o coração do outro, ao nível espiritual, mas também do ponto de vista da solidariedade”. “Acho que todos nós, em Faro, revemo-nos no seu exemplo”, sustentou.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Receberam igualmente a Medalha de Ouro da cidade o poeta e ensaísta Gastão Cruz e a poetisa, dramaturga, investigadora literária e ensaísta Teresa Rita Lopes.

Na sessão solene de sábado, para além de funcionários da autarquia, foram igualmente agraciados com medalhas de mérito municipal o Aeroporto de Faro (grau ouro), Armindo Silva, dirigente associativo que tem trabalhado na formação artística da juventude, Joana Santos, judoca (grau ouro), Jorge Pessanha Viegas, antigo campeão de motociclismo, ex-presidente da Federação Internacional de Motociclismo, fundador e ex-presidente da Federação de Motociclismo de Portugal (grau ouro), José Manuel Caetano, empresário e gestor, fundador e presidente da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (grau ouro), Manuel Amaro Bernardo, escritor (grau ouro) e Rui Baeta, barítono (grau ouro).

Verifique também

Grupos algarvios da LIAM “foram os que mais se empenharam” no apoio a projeto em S. Tomé e Príncipe

Os grupos algarvios da Liga Intensificadora da Ação Missionária (LIAM) “foram os que mais se …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR