Breves
Inicio | DA | Bispo do Algarve visitou as paróquias do concelho de Monchique

Bispo do Algarve visitou as paróquias do concelho de Monchique

© Lúcia Costa
© Lúcia Costa

O bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, esteve em visita pastoral ao concelho de Monchique de 23 a 30 de março.

Durante esta semana visitou a escola, o lar de idosos, dedicou-se aos doentes, deslocou-se para celebrações às diversas paróquias, ouviu as catequeses e reuniu com os leigos que compõem as diversas pastorais.

Apesar da visita terminar no domingo, dia 30, em Alferce, no sábado, D. Manuel Quintas despediu-se da paróquia de Monchique, com a administração do sacramento do Crisma a 17 jovens e 2 adultos, interpelando a comunidade para que «não se intimide» porque «não é proibido indicar o caminho da verdadeira vida e da verdadeira felicidade» àqueles «que andam à procura da luz».

Enalteceu ainda a alegria que sentia por estar naquela paróquia intitulando-a de «viveiro de vocações» e agradeceu pelo que recebeu durante a semana.

© Lúcia Costa
© Lúcia Costa

Por fim, fez um apelo aos jovens, especialmente aos recém-crismados, para que não tenham medo da «escolha que Deus faz de cada um», alertando que «não nos podemos cansar de rezar, de pedir mais vocações».

© Lúcia Costa
© Lúcia Costa

O último dia em Monchique foi o culminar de oito semanas de visitas pastorais realizadas por D. Manuel Quintas aos concelhos de Lagoa, Portimão e Monchique. Neste ano pastoral de 2013/2014, o prelado realizou sete visitas pastorais às paróquias de Estômbar e aos vicariatos da Mexilhoeira da Carregação e do Parchal (20 a 27 de outubro), à paróquia de Ferragudo (3 a 10 de novembro), às paróquias da cidade de Portimão (30 de novembro a 15 de dezembro), à paróquia de Alvor (5 a 12 de janeiro), à paróquia de Lagoa (19 a 26 de janeiro), à paróquia da Mexilhoeira Grande (9 a 16 de fevereiro), e agora às paróquias de Alferce, Marmelete e Monchique (23 a 30 de março).

O Código de Direito Canónico estabelece que os bispos têm a obrigação de visitar toda a diocese ao menos a cada cinco anos, podendo, em caso de necessidade, delegar essa tarefa no prelado coadjutor ou auxiliar, ou ainda num padre.

Verifique também

Bispo do Algarve vai visitar as dioceses angolanas destinatárias da renúncia quaresmal deste ano

O bispo do Algarve vai visitar as dioceses angolanas de Viana e Luena, destinatárias da …