Pub

O Ministério Público (MP) pede uma pena de prisão igual ou superior a 18 anos para o alegado líder do grupo que terá sequestrado e torturado James Ross, em outubro de 2010.

A pena requerida para Steven Johnson, pelos crimes de homicídio qualificado, na qualidade de instigador, e de tráfico de estupefacientes, é a mais pesada pedida pelo MP.

No dia em que aterrou em Faro, James Ross foi levado para uma vivenda perto de Boliqueime, mantido em cativeiro e torturado durante 13 dias, até que conseguiu libertar-se e pedir ajuda.

Segundo a acusação, o alegado líder do grupo planeara matar James Ross, atirando-o, dentro de um carro, para a Barragem de Santa Clara, no Alentejo, mas o plano falhou.

O MP pediu ainda a condenação por sequestro e homicídio qualificado tentado para Terence Mcgurk e Calum Macleod, apesar de considerar que a pena do primeiro deverá ser menor, por ter colaborado com a justiça.

No caso de Ronnielee John Rose, o MP considera que estão reunidas provas de coautoria no crime de sequestro simples, e pediu uma pena de prisão de três anos ou a aplicação de uma multa.

O MP considera que William Quinn deve cumprir uma pena de dois anos e seis meses anos por tráfico menor de estupefacientes.

Dos dez crimes imputados no processo inicial, o MP acabou por pedir a absolvição de metade, por considerar não existirem provas inequívocas.

Lusa

Pub