Pub

Em entrevista à Lusa, Marques Ferreira, comandante da Autoridade Marítima do Sul, explicou que as operações de buscas vão manter-se pelo menos mais dois dias na expetativa de virem a recuperar mais droga.

O balanço dos trabalhos deverá ser feito na quinta feira.

Os mais de 30 fardos – cada um com um peso entre os 35 a 50 quilos – encontrados pela Polícia Marítima, com a ajuda de uma equipa de mergulhadores da Marinha Portuguesa, uma vez que alguma da droga estava submersa, apareceram na mesma zona onde foi apreendida na segunda feira uma lancha semirrígida que suspeita de ser utilizada para narcotráfico.

A polícia identificou ainda algumas pessoas nas imediações da zona onde apareceu a droga – Barrinha e ilhéu da Cobra – para futuras averiguações.

Até ao momento já foram retirados debaixo de água 22 fardos de droga, cada fardo com um peso entre os 35 a 50 quilos, ou seja, entre 700 a mil quilos de droga.

A lancha semirrígida, com 12,5 metros de comprimento e com três motores de 250 cavalos cada um, estava vazia quando foi apreendida durante o patrulhamento da Polícia Marítima na madrugada de segunda feira.

Esta é a quarta apreensão deste ano de lanchas semirrígidas alegadamente relacionadas com o narcotráfico, um número que vem juntar-se a mais três apreensões idênticas registadas em 2009.

Lusa

Pub