Pub

A partir de domingo e durante três dias as temperaturas deverão sofrer uma subida de quatro a seis graus, adiantou o meteorologista Ricardo Tavares.

“A partir de dia 19 vamos ter uma subida acentuada das temperaturas essencialmente no interior do país. No Algarve já está alta e vai manter-se nos próximos dias”, adiantou.

O meteorologista explicou ainda que a acontecer uma onda de calor deverá ocorrer apenas no sotavento algarvio.

“Em princípio não deverá chegar a onda de calor mas, ainda é muito cedo para fazer uma previsão exata”, disse o meteorologista, acrescentando que até domingo as temperaturas deverão manter-se amenas, com exceção do Algarve.

De acordo com Ricardo Tavares uma onda de calor "ocorre quando a temperatura máxima é igual ou superior a 5 graus relativamente ao valor médio, que varia de região para região,” durante “seis ou mais dias”.

O Instituto de Meteorologia (IM) colocou hoje em aviso amarelo o distrito de Faro devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas.

O aviso amarelo, o segundo menos grave de uma escala de quatro, vai vigorar entre as 06:00 e as 20:59 de hoje, de acordo com informação disponível no site do IM.

O IM prevê para hoje nas regiões do Norte e Centro, céu geralmente muito nublado, com possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco, em especial no Minho e Douro Litoral, neblina ou nevoeiro matinal e pequena descida da temperatura máxima, em especial nas regiões do interior.

No Centro e Sul prevê-se céu pouco nublado, vento em geral fraco e neblina matinal.

Quanto às temperaturas, o IM prevê para hoje 22 graus no Porto, 25 em Lisboa e 34 em Faro.

Lusa
Pub