Pub

Em entrevista à Lusa, o presidente da Câmara de São Brás de Alportel, António Eusébio, explicou que este é o “primeiro projeto habitacional a custos controlados” que a autarquia desenvolve e, por isso mesmo, nesta primeira fase é uma obra mais pequena.

“Nesta primeira fase vão ser construídos 20 fogos de dimensões grandes – T4, T3 e T2 – e estima-se que para o verão do próximo ano estes fogos estejam terminados para entrega às famílias que estejam dentro dos parâmetros do regulamento e, que de outra forma, nunca conseguiriam adquirir uma casa”, disse António Eusébio.

O primeiro projeto de habitação a custos controlados – estatuto fiscal cooperativo – resulta de um protocolo estabelecido entre o município de S. Brás de Alportel e a Federação Nacional de Cooperativas de Habitação Económica (FNACHE) e vai ser construído pela empresa UniFaro – União, Cooperativas, Habitação, Faro.

A apresentação do projeto arquitetónico está marcado para as 18:00 no salão nobre da Câmara de S. Brás e às 19:00 vai ser visitado o local de implantação da obra.

Lusa

Pub