Pub

A palestra, proferida por Francisco Pereira, psiquiatra do Hospital de Faro, dirigida a profissionais de saúde e à população em geral, teve lugar no Centro Paroquial de Martim Longo, e contou com a presença do padre Alberto Teixeira, pároco de Cachopo, Martim Longo e Vaqueiros.

O papel da crise económica como fator desencadeador da doença foi sublinhado pelo psiquiatra. “A depressão é o segundo problema psiquiátrico mais frequente no mundo, o primeiro são as fobias”, declarou Francisco Ferreira, acrescentando ainda que nem todas as depressões procuram ajuda e que as fobias são claramente de mais fácil diagnóstico e tratamento.

O médico alertou para a necessidade de se encarar a depressão como uma doença séria, em que as pessoas não se estão a vitimizar ou a exagerar. “Não tratar a depressão é muito mais caro do que tratar com tudo o que seria preciso”, rematou o psiquiatra, apontando a doença como fator de risco independente para determinadas doenças, como as cardiovasculares.

O presidente da Câmara de Alcoutim, Francisco Amaral, também médico, abriu a palestra com uma chamada de atenção para a crise económica e social que Portugal atravessa, declarando que “as depressões vão aumentar e o número de suicídios também”.

Em declarações à agência Lusa, o autarca já tinha alertado que “estas doenças vão disparar em flecha, aumentando ainda mais o número de depressões e a taxa de suicídios, que já é alta no interior do Algarve e no Alentejo”. “Enquanto a taxa de suicídio nestas regiões é elevadíssima, no norte do país é raro haver suicídios”, lamentou.

Francisco Amaral alertou ainda para o difícil diagnóstico da doença, considerando que “anda aí muita gente a passear depressões na rua sem saber” e que “há uma grande dificuldade em identificar os sintomas e relacioná-los com a doença”.

Saber mais sobre a doença e estar mais atento foram os conselhos que deixou ao público presente, acrescentando, relativamente aos suicídios a necessidade da prevenção. “Há sempre sinais, nós é que andamos distraídos”, advertiu.

No final da palestra foi aberto um espaço a perguntas, onde se puderam desmistificar algumas ideias ligadas à depressão e à psiquiatria em geral.

Alcoutim localiza-se na serra do nordeste algarvio, é o concelho com população mais envelhecida e um dos mais desertificados de Portugal.

Redação com Lusa
Pub