Inicio | Ambiente | Câmara de Faro assegura que não há nenhum esgoto a céu aberto para a Ria Formosa

Câmara de Faro assegura que não há nenhum esgoto a céu aberto para a Ria Formosa

© João Xavier
© João Xavier

A Câmara de Faro (maioria PSD/CDS) assegurou ontem que o concelho não tem nenhum esgoto a céu aberto, nem a correr para a Ria Formosa, desmentindo o PS/Faro que disse que a Ribeira das Lavadeiras era um esgoto.

“O concelho de Faro não tem esgotos a céu aberto, nem a correr para a Ria Formosa, em nenhum ponto do concelho de Faro”, lê-se num comunicado do município.

A concelhia socialista de Faro disse na terça-feira que a Ribeira das Lavadeiras era uma “linha de esgoto a céu aberto” e apelou à “intervenção imediata” do Ministério do Ambiente para notificar a Câmara de Faro para resolver a situação.

Com o intuito de esclarecer a população, a Câmara de Faro assumiu hoje que na Ribeira das Lavadeiras, cruza a Estrada Nacional 125 à saída de Faro, em direção a Olhão, existe “uma saída do sistema de drenagem pública de águas pluviais, devida e corretamente funcional”.

“É público que no passado se verificou episodicamente a intromissão de águas residuais domésticas na linha de escoamento de águas pluviais em causa e também é público que a mesma situação foi retificada ainda durante o ano transato, tendo sido cabalmente resolvida”, informa a Câmara de Faro.

Segundo a autarquia, a linha de escoamento em causa “lança águas límpidas” e que se houver algum odor é devido à “estagnação de águas existente no local”.

“O município assegura à população que Faro é um concelho respeitador e cumpridor dos padrões de qualidade ambiental legalmente exigidos à sua condição de capital da Ria Formosa”, reafirma.

Os socialistas farenses, no comunicado de terça-feira, referiam que a Ribeira das Lavadeiras estava “transformada numa linha de esgoto a céu aberto, correndo livremente para a Ria Formosa” e que o lixo seria proveniente, em parte, do Hospital de Faro.

Devido à “gravidade e urgência ambiental da situação”, os socialistas apelaram “à intervenção imediata dos serviços regionais do Ministério do Ambiente para que notificassem a maioria PSD/CDS, para que agissem de acordo com as suas competências e responsabilidades.

Verifique também

Novo contrato de concessão entre o Estado e a Águas do Algarve já foi assinado

O ministro do Ambiente veio na quarta-feira ao Algarve presidir à cerimónia de assinatura do …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR