Pub

Do mesmo modo irá a autarquia apoiar a APATRIS – Associação de Portadores de Trissomia 21 do Algarve, com cedência de espaço na urbanização municipal de Santo António do Alto. Esta Instituição Particular de Solidariedade Social pretende, com a sua intervenção, a integração global dos portadores de Síndrome de Down, bem como a divulgação dos aspectos científicos, educacionais, profissionais e sociais da doença junto da população, pelo que a necessidade de um espaço físico adequado à prossecução das suas expectativas de crescimento é fundamental.

Deliberou ainda a Câmara Municipal de Faro ceder um espaço, também na urbanização municipal de Santo António do Alto, à Associação de Ténis de Mesa do Algarve, tendo em vista a criação de condições para estabelecer a sede social desta associação, que tem como objectivo prioritário a divulgação do ténis de mesa” que é uma modalidade com pergaminhos no concelho.

A autarquia refere que procura “acudir às necessidades das associações e vai continuar a fazê-lo”. “Estamos a oferecer soluções a quem, com espírito de cidadania e investido em missões cívicas, devota o seu tempo a iniciativas que valorizam o concelho e que devem funcionar em complementaridade com a autarquia”, justifica a edilidade.

Pub