Breves
Inicio | Sociedade | Câmara de Faro diz que o Parque Ribeirinho, abandonado durante 20 anos, estará pronto em 2014

Câmara de Faro diz que o Parque Ribeirinho, abandonado durante 20 anos, estará pronto em 2014

Parque_ribeirinho_faroA Câmara de Faro estima que o parque ribeirinho da cidade, iniciado em fevereiro, esteja pronto no primeiro semestre de 2014, vinte anos depois das primeiras intervenções no local, que ficou durante esse período votado ao abandono.

Em comunicado, divulgado ontem, a autarquia adianta que estão concluídas as intervenções de nivelamento do solo e de infraestruturas no subsolo e que os arruamentos estão em execução, seguindo-se as operações de edificação de espaços verdes, colocação de iluminação e de mobiliário urbano.

Projeto do Parque Ribeirinho de Faro
Projeto do Parque Ribeirinho de Faro

O parque – construído ao abrigo do programa de requalificação ambiental Polis para a Ria Formosa e orçado em 3,5 milhões de euros – inclui um anfiteatro ao ar livre para 250 pessoas, observatórios de aves e equipamentos de restauração, sendo o maior e o segundo do género na cidade, 100 anos depois da construção da Alameda João de Deus.

“Podemos dizer que toda a zona ribeirinha que vai da Panasqueira até Pontes de Marchil, até agora mal aproveitada e sem qualquer utilização lúdica organizada, será, ainda durante o primeiro semestre de 2014, o parque de recreio e lazer que a cidade merece e do qual precisa há muito tempo”, lê-se no comunicado.

Projeto do Parque Ribeirinho de Faro
Projeto do Parque Ribeirinho de Faro

O parque, que ocupa uma área de 16 hectares, entre o Teatro das Figuras e as Pontes de Marchil, começou a ser pensado há 20 anos e chegou até a ser colocada iluminação e algum mobiliário, mas o projeto foi abandonado e o espaço foi alvo de vandalismo e ficou degradado.

Além de várias praças e de um anfiteatro ao ar livre, o parque terá percursos interpretativos para andar a pé e de bicicleta e zonas de estadia.

Está ainda prevista a ligação a pé e de bicicleta à zona do Montenegro e aeroporto (já que o parque integra um troço da Ecovia Litoral do Algarve), a partir da qual será feita a ligação à Praia de Faro.

Verifique também

Paróquia e a freguesia de Sagres celebraram 500 anos de criação

A paróquia e a freguesia de Sagres celebraram ontem os 500 anos da sua criação. …