Pub

A autarquia que lembra que “neste momento de desventura, todo o amparo é um dever de cidadania e um acto de humanidade”, adianta que na iniciativa actuarão um “leque de reputados artistas farenses” que se dispuseram a auxiliar o povo madeirense.

A Câmara de Faro lança o repto para que os farenses “distingam esta nobre causa com a sua presença massiva”, para que este acto simbólico seja uma “manifestação de solidariedade bem reveladora” da compaixão para com a tragédia dos compatriotas da Madeira.

Pub