Breves
Inicio | Cultura | Câmara de Faro une instituições para ser Capital Europeia da Cultura 2027

Câmara de Faro une instituições para ser Capital Europeia da Cultura 2027

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A assinatura de protocolos a unir diversas instituições do Algarve em torno do objetivo de fazer Faro ser Capital Europeia da Cultura 2027 marcou na segunda-feira a cerimónia de “arranque oficial” da candidatura protagonizada pelo município, disse o seu presidente.

O Teatro das Figuras, em Faro, acolheu a sessão oficial de estabelecimento de acordos de colaboração locais e regionais no âmbito da candidatura da cidade algarvia a Capital Europeia da Cultura 2027, tendo o presidente da Câmara de Faro, Rogério Bacalhau, destacado a importância da iniciativa para “oficializar o arranque da candidatura”, que já tem trabalho feito.

“Há mais de um ano que andamos a trabalhar neste projeto, vendo o que se fez noutros locais, indo a várias cidades que já foram capitais europeias da cultura, trabalhando aqui com os parceiros. E, de alguma forma, o que se está a fazer hoje [segunda-feira] é oficializar o arranque dessa mesma candidatura”, afirmou o autarca à agência Lusa.

Rogério Bacalhau sublinhou a importância de a candidatura de Faro, embora apresentada pela cidade, poder contar, entre outros, com a colaboração e apoio dos restantes municípios da região, através da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), da Universidade do Algarve (UAlg), da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, da Direção Regional de Cultura do Algarve ou do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) de Faro.

“A nossa candidatura, embora seja feita por Faro – e é obrigatório que seja uma cidade, não pode ser uma região –, queremos que abranja toda a região do Algarve e, nesse sentido convidei, através da AMAL, todos os meus colegas e todos os municípios a associarem-se a essa candidatura, o que foi aceite e já foi aprovado na AMAL”, afirmou o autarca à Lusa antes da cerimónia, marcada para as 18:00.

O presidente da Câmara de Faro considerou ser importante “ter este conjunto de parceiros envolvidos” na candidatura e que a cerimónia de hoje permita fazer a “assinatura de protocolos com estas instituições todas, comprometendo-se a trabalhar para esta candidatura” ter sucesso.

“Hoje é importante para nós porque, além de ser o arranque oficial desta candidatura, fazemos também uma coisa que dificilmente se consegue fazer, nem sei se alguma vez já foi feito, que é juntar estes parceiros todos à mesma mesa com um objetivo comum”, enalteceu.

Rogério Bacalhau considerou ainda que esta cerimónia representa “um marco importante” para a região “porque o Algarve não tem muitas iniciativas em que estejam todos de acordo”.

A candidatura de Faro a Capital Europeia da Cultura 2027 foi, no entanto, um caso distinto, porque houve, “desde a primeira vez que se falou nisto na AMAL, disponibilidade de todos para chegar aqui”, sublinhou ainda o autarca de Faro.

Além de Faro, as cidades portuguesas de Aveiro, Braga, Caldas da Rainhas, Cascais, Coimbra, Évora, Guarda, Leiria, Oeiras, Viana do Castelo e Viseu também manifestaram intenção de se candidatarem a Capital Europeia da Cultura 2027, ano em que as cidades anfitriãs são partilhadas por Portugal e Letónia.

O processo de seleção é feito por uma comissão de peritos europeia e as cidades escolhidas devem ser anunciadas em 2023.

Verifique também

Albufeira, Loulé, Silves e Universidade do Algarve preparam candidatura a geoparque mundial

Preservar um território que mostra a evolução geológica da terra durante 360 milhões de anos …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.