Pub

A Câmara de Lagos vai investir 691 mil euros em obras no Museu Municipal Dr. José Formosinho, que incluem a reabilitação e remodelação de todo o edifício, foi hoje anunciado.

“A remodelação é profunda e tem implicações em quase todas as componentes do espaço, como pavimentos, paredes, tetos, instalações especiais, equipamentos e mobiliário expositivo”, indicou a Câmara Municipal de Lagos, em comunicado.

Os trabalhos, que incluem a “correção das anomalias” na cobertura do edifício e a adoção de condições de acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida, têm um orçamento de 691 mil euros e vão ter início em fevereiro, prevendo-se a sua conclusão no final do ano.

O museu encerrou ao público em setembro de 2017 para que o espólio museológico fosse transferido e preservado, enquanto decorrem as obras de remodelação.

Segundo a autarquia, a intervenção completa um processo que começou com a reabilitação da igreja de Santo António – templo barroco do século XVIII – “contribuindo, certamente, para a valorização e atratividade do equipamento museológico”.

Após a conclusão da empreitada, “será dado andamento a uma segunda fase de intervenção, com a ampliação do museu” para as antigas instalações da Polícia de Segurança Pública, local onde ficará instalado o núcleo de arqueologia.

Criado em 1930, o museu municipal Dr. José Formosinho é das instituições museológicas mais antigas do Algarve, albergando coleções multidisciplinares de valor histórico e cultural, principalmente do barlavento algarvio, incorporando ainda as secções Etnográfica e de História Natural.

Pub