Breves
Inicio | Cultura | Câmara de Loulé ajuda jovens artistas locais a divulgar trabalhos

Câmara de Loulé ajuda jovens artistas locais a divulgar trabalhos

Em declarações à Agência Lusa, Joaquim Guerreiro explicou que o projeto, que ontem foi apresentado oficialmente e se realiza pela primeira vez, se insere numa estratégia de promoção da cultura e de apoio aos jovens do concelho e vai abranger várias disciplinas.

“Destina-se aos jovens entre 16 e os 30 anos, naturais ou residentes no concelho de Loulé, que se podem candidatar em várias áreas disciplinares da cultura, como teatro, humor, música, dança contemporânea, literatura, pintura, graffiti, escultura e instalações, vídeo e documentário ou fotografia”, afirmou o vereador da autarquia algarvia.

Joaquim Guerreiro disse que os projetos poderão ser apresentados até 30 de junho e depois serão avaliados por um júri, composto por personalidade ligadas às diversas disciplinas que são, “na sua grande maioria, docentes da Universidade do Algarve”.

Esta foi uma forma que a autarquia encontrou, segundo o vereador, para continuar a promover a cultura no concelho em tempos de dificuldades económicas.

“Vamos selecionar as candidaturas e ajudar na divulgação dos seus trabalhos. Temos que encontrar soluções para continuar a defender e a promover a cultura e esta é uma dessas formas”, disse.

O vereador da Câmara de Loulé considerou que ainda é cedo para avançar com uma previsão do número de projetos e artistas que a iniciativa poderá abranger, mas frisou que esta é uma janela de oportunidade para os jovens artistas do concelho darem a conhecer os seus trabalhos.

“A forma como os projetos artísticos vão ser mostrados vai depender do meio. Na pintura ou na escultura e instalações será através da inserção dos seus trabalhos numa exposição, já na literatura terá de ser de outra forma”, acrescentou Joaquim Guerreiro.

O programa Kria – 1.ª Mostra de jovens criadores do concelho de Loulé conta também com o apoio do Centro de Experimentação e Criação Artística local, estrutura transdisciplinar que serve de apoio a artistas plásticos, fotógrafos, músicos e profissionais de multimédia, de nível nacional e internacional, e que tem como objetivo acolher profissionais na ótica da pesquisa, da experimentação e da produção artísticas.

O programa foi ontem apresentado ao final da tarde na sede do centro, situado no parque municipal de Loulé.

Lusa

Verifique também

Albufeira, Loulé, Silves e Universidade do Algarve preparam candidatura a geoparque mundial

Preservar um território que mostra a evolução geológica da terra durante 360 milhões de anos …