Pub

Entre 38 candidaturas, a Comissão Diretiva selecionou 20 tendo em conta a condição de carência económica e o recenseamento no Concelho há mais de 3 anos dos candidatos.

Num espaço que antigamente serviu como lixeira, os utilizadores poderão agora usufruir de um talhão com cerca de 30m2, equipado com torneira para rega, casa para guardar as ferramentas, uma zona para convívio, uma área específica para compostagem, casas-de-banho, existindo, ainda, no local um reservatório de 500m3 de água armazenada para rega e que tem origem nas Bicas Velhas.

Os vencedores terão o direito de usar gratuitamente o talhão para cultivar e colher produtos agrícolas (plantas aromáticas, medicinais e condimentares), não sendo permitidas estufas ou instalação de sistemas de rega automática ou venda ou exposição de qualquer produto no local da horta. Estão, no entanto, obrigados a utilizar água do ponto de rega do seu talhão, de forma adequada e racional, e utilizar apenas meios de cultivo biológicos.

Seruca Emídio, presidente da Câmara Municipal de Loulé, tenciona que "este seja um espaço educativo, em que as escolas o possam aproveitar para explicar e preparar os alunos para espreitarem melhor não só o ambiente, mas também o trabalho do campo”.

Pub