Pub

Foto © Mira/CML
Foto © Mira/CML

A Base de Apoio Logístico à Proteção Civil do Algarve vai estar pronta dentro de ano e meio, explicou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Loulé, autarquia que vai investir 1,6 milhões de euros no edifício, localizado em Quarteira.

A base, localizada em frente ao cemitério de Quarteira, vai funcionar como edifício de apoio, estadia e suporte direto às operações de proteção e socorro do distrito de Faro e vai ainda acolher o comando regional do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR.

A construção do edifício foi interrompida há oito anos, primeiramente por uma falha na construção que levou ao ruir de uma parte da estrutura e, posteriormente, parou com a falência do empreiteiro, explicou o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo.

Apesar de tentativas anteriores para retomar a obra, só agora foram reunidas as condições necessárias para recomeçar a construção da Base de Apoio Logístico do Algarve, uma das cinco previstas a nível nacional.

De acordo com a autarquia, o projeto tem um prazo de execução de 540 dias e o investimento vai ser objeto de candidatura a fundos comunitários.

Vítor Aleixo disse ainda que o edifício está localizado numa zona nobre da cidade de Quarteira e que o estado de abandono em que se encontrava degradava a imagem daquela zona da cidade.

O auto de consignação da construção foi na passada sexta-feira assinado entre a Câmara Municipal de Loulé e a empresa que vai ficar responsável pela construção do edifício.

Pub