Pub

"Pretendemos criar mecanismos para articular e apoiar empreendedores no desenvolvimento de novos negócios", disse à agência Lusa Seruca Emídio, presidente da Câmara de Loulé.

Segundo o autarca, a parceria pretende aproveitar o conhecimento da Universidade do Algarve, "no sentido de ajudar a pôr em prática as boas ideias empresariais" com o apoio municipal.

O apoio aos empreendedores será prestado através do Gabinete de Apoio à Atividade Económica e ao Empreendedorismo, e destina-se a pessoas singulares ou coletivas, micro, pequenas e médias empresas, cooperativas e associações, que pretendam criar ou desenvolver atividades económicas e/ou criar emprego.

"Por vezes, falha a sustentabilidade técnica em bons projetos, e esta parceria é, certamente, uma forma de proporcionar as condições para a aplicabilidade e desenvolvimento sustentada", considerou Seruca Emídio.

O autarca indicou que a iniciativa é um complemento "ao que já é feito com outras entidades, para articular e potenciar a diversidade do trabalho realizado no município ao serviço da atividade económica".

De acordo com o presidente da Câmara de Loulé, a situação atual "de profunda retração económica" e aumento do desemprego "impõem a todas as entidades esforços de cooperação e mobilização das capacidades, que favoreça a criação de atividades económicas geradoras de emprego".

A cooperação entre o município e a Universidade do Algarve será estabelecida através do protocolo "Dinamizar o Empreendedorismo", a assinar no dia 26 de março.

No âmbito do protocolo, a autarquia vai apoiar a realização de estágios, criar condições para a instalação de novas empresas no concelho, diferenciadoras, nas áreas tecnológicas, da indústria transformadora, de valorização dos recursos locais e de novos produtos e serviços.

O Gabinete de Apoio à Atividade Económica e ao Empreendedorismo vai ser apresentado no dia 26 de março, às 15:00, na Sala da Assembleia Municipal de Loulé.

Lusa

Pub