Breves
Inicio | Economia | Turismo | Câmara de Olhão quer população e turistas a beneficiarem de mais três praias

Câmara de Olhão quer população e turistas a beneficiarem de mais três praias

OlhaoA Câmara Municipal de Olhão quer voltar a ter três praias, na plataforma continental do concelho, que há muito tinham deixado de ser utilizadas pelos veraneantes, revelou o presidente da autarquia.

“As praias aparecem como mais um dos investimentos que vêm potenciar o aumento do turismo em sítios que já eram praias há 50 ou 60 anos. Não estamos a inventar praias novas”, disse António Cavaco à agência Lusa.

O autarca, acompanhado de técnicos da Câmara de Olhão, iniciou o desenvolvimento do projeto com uma visita, na quinta-feira passada, aos três locais que há mais de 50 anos eram conhecidos como a praia dos Cavacos (entre Olhão e a Fuzeta), a praia do Pedro Zé (a leste, na zona dos antigos estaleiros) e a praia do Moinho (a oeste da cidade).

“As praias já lá estão, queremos é o reforço da areia”, explicou António Pina, acrescentando que, “até final do primeiro trimestre de 2016, o projeto estará certamente feito”, dependendo em seguida da forma como a ideia será recebida pela Agência Portuguesa do Ambiente e pelo Parque Natural da Ria Formosa.

Para o presidente da Câmara de Olhão, “o município não teve um desenvolvimento turístico semelhante ao resto do Algarve porque não tem praias próximas”.

“Temos o melhor areal do Algarve, nas ilhas da ria Formosa, mas são distantes, de difícil acesso, e é por isso que o turismo não se desenvolveu aqui como no resto do Algarve”, defendeu o autarca.

António Pina não tem dúvidas de que o projeto “é uma medida fundamental para o turismo e para os olhanenses” e assegurou a excelência da qualidade das águas para banhos da praia dos Cavacos e da do Pedro Zé. Quanto à terceira praia, “ainda não há indicadores” da sua qualidade.

O desenvolvimento do turismo em Olhão contará ainda, em 2016, com mais dois investimentos considerados decisivos pela Câmara: a duplicação da área do porto de abrigo para barcos de recreio e a requalificação da frente ribeirinha da cidade.

Por outro lado, Olhão irá requalificar a Avenida 5 de outubro (marginal) e o Jardim do Pescador Olhanense e o Jardim Patrão Joaquim Lopes.

Em 2016, a Câmara de Olhão terá um orçamento de 22,5 milhões de euros, um montante idêntico ao do corrente ano.

Verifique também

Hoteleiros antecipam manutenção da taxa de ocupação mas subida de preços no verão

Os hoteleiros esperam que no verão a taxa de ocupação e a estada média sejam …