Inicio | Sociedade | Câmara de Silves atribuiu voto de louvor ao padre Manuel Condeço

Câmara de Silves atribuiu voto de louvor ao padre Manuel Condeço

A Câmara Municipal de Silves aprovou por unanimidade, em reunião do executivo realizada no passado dia 7 deste mês, a atribuição de um voto de louvor ao padre Manuel de Almeida Condeço.

A autarquia explica em comunicado que a distinção se deve ao “exemplo de vida e serviço” do atual prior da paróquia do Algoz e da comunidade de Tunes.

“O voto, proposto pela vereação social-democrata, realça a vida de serviço do padre Condeço, bem como a sua entrega às comunidades do Algoz e Tunes, nas quais desenvolveu uma importante ação pastoral e humana, sempre atento às necessidades dos outros e defendendo valores da humanidade, bem como aqueles que lhe foram confiados à sua missão de sacerdote”, acrescenta o documento.

Refere ainda “a criação do Agrupamento 1293 do Corpo Nacional de Escutas (Algoz), bem como a defesa do património da freguesia do Algoz, com especial importância a proteção dada ao património móvel, onde foi efetuado levantamento com vista à criação de museu no Algoz, bem como a sempre presente voz na defesa da ermida da Senhora do Pilar”.

O padre Manuel Condeço, de 76 anos, é natural da freguesia de Ribafeita, no concelho de Viseu, Diocese de Viseu.

O sacerdote celebra este ano as suas bodas de ouro de ordenação sacerdotal, tendo sido ordenado no dia 29 de junho de 1967 na paróquia angolana de São Pedro da então Diocese de Nova Lisboa, atual Huambo, pelo bispo diocesano da altura, D. Daniel Junqueira.

O padre Manuel Condeço foi professor entre 1967 e 1974 no Seminário da Caála (Huambo) e pároco de Vila Flor (Diocese de Nova Lisboa) de 1973 a 1975. Foi igualmente docente de Moral e Religião na Escola Preparatória de Nova Lisboa entre 1974 e 1975.

Regressado a Portugal lecionou também Moral e Religião na Escola Secundária de Vouzela e Filosofia no Seminário Maior de Viseu. Entre 1976 e 1977 foi também professor de Português e de História na Escola Secundária de Vouzela. Fez estágio na Escola Preparatória em Angra do Heroísmo, Açores, entre 1977 e 1978 e lecionou na Escola Preparatória de Vouzela de 1978 a 1988. Simultaneamente ajudou em várias paróquias da Diocese de Viseu, mas sem cargo específico.

No dia 10 de maio de 1989 foi incardinado, a seu pedido, na Diocese do Algarve, tendo sido nomeado pároco de Ferragudo no dia 29 de agosto daquele ano.

No dia 13 de setembro de 1991 foi nomeado pároco in solidum (solidário) de Aljezur e Odeceixe com o padre José Manuel Fernandes Águas e no dia 14 de setembro de 1992 foi nomeado pároco de Pêra.

No dia 20 de novembro de 1994 foi nomeado vigário do vicariato paroquial da Pedra Mourinha, em Portimão, onde esteve até ser nomeado, a 7 de outubro de 2001, pároco do Algoz, função que exerce até hoje. Para além de pároco daquela paróquia, o padre Manuel Condeço é também o prior da paróquia da Guia, no concelho de Albufeira, cargo para o qual foi nomeado no dia 17 de julho de 2003.

Verifique também

PSP detém suspeito de traficar droga e apreende 26 mil doses de estupefacientes em Lagos

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve ontem em Lagos, um homem suspeito de traficar …