Pub

O município algarvio vai “manter inalterada a suas políticas sociais”, referiu o presidente, Luís Gomes, sublinhando que as medidas previstas “mostram que, em pleno ano de dificuldades” devido à crise económica, a câmara “continua a apoiar as famílias que mais precisam”.

“Por outro lado, continuamos a apostar na qualidade das nossas escolas, fazendo investimentos regulares, como é o caso da climatização de diversas salas de aula”, acrescentou o autarca num comunicado, referindo-se aos 14 aparelhos de ar condicionado instalados pela autarquia na escola de Santo António.

Fonte do gabinete de apoio ao presidente precisou à Lusa que a verba gasta na climatização das salas de aula e da biblioteca escolar rondou os 25 mil euros e “vai permitir evitar o calor nos meses mais quentes”, porque o sistema que se encontrava instalado “era eficiente no aquecimento, mas não dava uma resposta adequada em termos de arrefecimento”.

Espaços de internet nas três freguesias do concelho (Vila Real de Santo António, Monte Gordo e Vila Nova de Cacela), equipas de psicólogos nas escolas e a continuidade e apoios aos transportes e aquisição de livros e materiais escolares são algumas das medidas que a câmara vai assegurar no ano letivo que agora se inicia.

Nos apoios sociais do primeiro ciclo, a câmara municipal irá auxiliar 262 alunos do escalão A e 201 do escalão B, com os do primeiro a terem “direito à totalidade do valor dos manuais escolares e a 20 euros para material escolar” e os do segundo a “50 por cento nos livros e 10 euros no material escolar”.

A mesma distinção será feita nas refeições escolares, com a autarquia a pagar a totalidade aos alunos do 1.º ciclo e do ensino pré-escolar no escalão A e a contribuir com 50 por cento do valor para os alunos do escalão B.

O transporte escolar também será gratuito para os alunos do ensino básico que reúnam as condições previstas no regulamento de transportes escolares, enquanto os estudantes do ensino secundário do escalão A terão transporte “a custo zero” e os do escalão B “comparticipação em 75 por cento”.

“Os restantes alunos deste nível de ensino têm uma comparticipação de 50 por cento”, acrescentou a autarquia, que vai oferecer “uma visita de estudo, num autocarro camarário, a todos os estudantes do primeiro ciclo e pré-escolar”.

Os alunos do 1.º ciclo terão ainda a possibilidade de contar gratuitamente com atividades de enriquecimento curricular, nomeadamente inglês, educação física, tecnologias da informação e comunicação, música e ciências naturais.

Lusa

Pub