Pub

"Encetou-se um caminho com vista à desburocratização e à modernização administrativa para melhor servir os munícipes", lê-se na nota informativa, que esclarece que entre os sete departamentos que vão existir foi criado o "Departamento de Planeamento Estratégico para traçar coordenadas de médio-longo prazo".

Com a nova organização da Câmara de Faro – que funcionará com sete departamentos, uma equipa multidisciplinar, 20 divisões e 50 serviços – a autarquia acredita que vai "superar os estrangulamentos anteriormente diagnosticados”.

O atendimento ao munícipe funcionará, com exceção da secretaria de Obras que permanece nos Paços do Concelho, na Loja do Munícipe, situada na Loja do Cidadão, junto ao Mercado Municipal, indica a autarquia.

"Este será o "front-office" da Câmara de Faro, com uma ligação mais expedita e operacional com a população, prestando um melhor e mais rápido serviço, em instalações condignas e mais funcionais", acrescenta ainda a autarquia.

O regulamento define os objetivos, a organização e os níveis de atuação dos serviços da Câmara Municipal de Faro, bem como os princípios que os regem e estabelece os níveis de direção e de hierarquia que articulam os serviços municipais e o respetivo funcionamento.

Lusa

Pub