Pub

Em comunicado, a Algar, empresa que gere e trata os resíduos na região, diz que o projeto “Fraldinhas” visa dar a conhecer esta solução aos pais, uma vez que a quantidade de resíduos provenientes das fraldas descartáveis está a aumentar.

Segundo a Algar, não existem ainda soluções de reciclagem em Portugal para as fraldas descartáveis, pelo que as reutilizáveis são uma boa alternativa para contribuir para a prevenção de produção de resíduos.

A empresa diz estar assim a contribuir para o compromisso assumido por todos os sistemas de gestão de resíduos a operar em Portugal de reduzir a produção de resíduos urbanos até 2016 em 10 por cento da capitação diária.

O projeto resulta de uma parceria entre os sistemas da Empresa Geral do Fomento – entre as quais a Algar – e a associação ambientalista Quercus.

A iniciativa integra também o Plano de Prevenção da Produção de Resíduos elaborado pela Algar e apresentado na passada semana em Lisboa.

A Algar é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos produzidos pelos 16 municípios algarvios.

Para assinalar a Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, os bebés nascidos em 24 hospitais e maternidades portuguesas vão receber um kit de fraldas reutilizáveis, para que os pais experimentem esta solução.

Lusa

Pub