Breves
Inicio | Igreja | Campanha de donativos espera reunir 450 mil euros para concluir as obras da Igreja Matriz

Campanha de donativos espera reunir 450 mil euros para concluir as obras da Igreja Matriz

A iniciativa do pároco local, permitiu angariar até agora cerca de 80 mil euros, devido “à boa vontade” de algumas pessoas e empresas do concelho que têm contribuído para a recuperação daquele monumento gótico do século XV, um dos mais importantes da cidade de Portimão.

A degradação da cobertura originou infiltrações de água que, ao longo dos anos, afetaram a estrutura, provocando o desprendimento de reboco, e o apodrecimento do forro de madeira.

Segundo o padre Mário de Sousa, o custo inicial para a reparação do telhado e do interior, apontava para uma verba inferior, mas ao longo das obras “foram detetadas outras necessidades que fizeram aumentar o orçamento”.

De acordo com o pároco, com o decorrer dos trabalhos, constatou-se “uma tendência para a separação da fachada e do corpo do edifício”, tendo sido necessário colocar esticadores para ligar a fachada à parede traseira.

“Além disso, a estrutura dos altares encontra-se infestada de insectos xilófagos, cuja destruição já ameaça a talha artística, bem como a instalação eléctrica que precisa de ser substituída”, observou.

Para o padre Mário de Sousa, a complexidade das intervenções “com as surpresas que uma obra desta índole sempre traz consigo, eleva o orçamento a mais de 600 mil euros”.

A Câmara Municipal de Portimão responsabilizou-se pela reparação e substituição dos telhados, intervenção orçada em 150 mil euros, mas os restantes 450 mil “ficarão à responsabilidade da comunidade paroquial”.

O padre Mário de Sousa considera que angariar cerca de 450 mil euros “poderá até ser assustador, mas não impossível”, recordando que aquele monumento foi reconstruído após o terramoto de 1755 “com coragem e dedicação” dos portimonenses.

“ Tal como os nossos antepassados não podemos fechar os olhos e com o pouco de muitos levaremos estas obras a bom porto e poderemos, com orgulho, passar aos vindouros o que os nossos antepassados nos confiaram: a memória da nossa cidade, da nossa fé e da nossa cultura”, concluiu.

A conclusão das obras está prevista para o primeiro trimestre de 2011.

O padre Mário de Sousa acredita que será conseguida a totalidade da verba, através dos donativos que podem ser entregues na Igreja Matriz de Portimão, por transferência bancária no Montepio Geral – NIB 003600609910018862622.

Lusa

Verifique também

Confraria da Mãe Soberana vai ser reativada

A Confraria de Nossa Senhora da Piedade, popularmente evocada como Mãe Soberana, em Loulé, vai …