Pub

A campanha arranca na quarta-feira com a distribuição de folhetos em Huelva e Sevilha, cidades onde também serão colocados cartazes de grande dimensão onde se poderá ler “Há um Algarve sem portagens”, em castelhano.

A ideia é, não só promover a região das três autarquias mas também informar os turistas espanhóis dos trajetos isentos de portagens.

Valter Matias, diretor da Odiana, associação fundada pelas três autarquias, afirma que se registou uma quebra na circulação de turistas espanhóis no Baixo Guadiana desde a introdução de portagens na Via do Infante. “Os espanhóis estão ainda muito confusos com as portagens e a maioria não sabe como funcionam os mecanismos de pagamento”, refere, acrescentando que a campanha quer abranger os períodos da Páscoa e do Verão.

A campanha, orçamentada em 10 mil euros, é suportada pela associação e cofinanciada pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Portugal-Espanha.

Numa segunda fase, a Odiana quer transmitir um vídeo promocional do território nos canais de televisão da região da Andaluzia.

Liliana Lourencinho com Lusa

Pub