Pub

No entanto esta previsão está dependente do orçamento que a Câmara Municipal apresentar, do estudo social dos agregados familiares vítimas dos fogos e da adesão dos portugueses à campanha nacional que a Caritas lançou, conforme explicou ao FOLHA DO DOMINGO o presidente da Caritas algarvia, Carlos Oliveira.

Aquele responsável teve esta manhã uma reunião com a autarquia, a pedido desta, na qual o presidente da Câmara explicou que do total de 15.000 hectares do concelho arderam cerca de 7.168 hectares. António Eusébio indicou ainda que, para além das casas habitacionais, arderam ainda parcialmente 14 habitações e 55 anexos, para além de automóveis, motorizadas e outros bens.

Carlos Oliveira, que garantiu que as habitações incendiadas pertenciam a pessoas entre os 70 e os 80 anos, adiantou que há já uma associação de desempregados da construção civil que se disponibilizou para ajudar na reconstrução das casas. “É muito bom porque paga a mão-de-obra”, regozijou-se aquele responsável.

Recorde-se que a Caritas assumiu logo que a sua prioridade seria apoiar a recuperação de habitações e criou uma conta solidária, com o NIB 0007 0000 00107639446 23, para receber donativos para as vítimas dos incêndios.

O presidente da Caritas do Algarve adiantou que a instituição assegurará apoio alimentar imediato “a quem perdeu tudo”. “Entregaremos senhas, no valor de 1500 euros, à Câmara Municipal, para compra de alimentos numa cadeia de supermercados. Posteriormente a autarquia enviar-nos-á um relatório com os contemplados por esta ajuda”, explicou o presidente daquela instituição da Igreja católica.

Relativamente a Tavira, Carlos Oliveira informou que ainda não recebeu qualquer contacto por parte da Câmara Municipal. No entanto, adiantou que “a Caritas Paroquial de Cachopo está a fazer o levantamento das necessidades que existem na sua área”, sendo certo que não arderam casas de habitação.

Carlos Oliveira explicou ainda que a Caritas do Algarve disponibilizou para o quartel dos Bombeiros Municipais de Tavira, durante o combate aos fogos, cerca de 250 litros de leite, 400 garrafas de 1,5 litro de água e 680 pacotes de bolacha.

Samuel Mendonça
Pub