Inicio | Igreja | Caritas do Algarve levou “10 Milhões de Estrelas” a Silves (com fotos)

Caritas do Algarve levou “10 Milhões de Estrelas” a Silves (com fotos)

“Este ano vamos dar particular visibilidade aos jovens durante esta ação”, revelava o pároco de Silves, padre Carlos Aquino, pouco antes de se iniciar o evento. “Eles podem e devem ser grandes obreiros da paz, como referiu o Papa Bento XVI durante as Jornadas Mundiais da Juventude, que tiveram lugar este ano em Madrid e, por isso, serão eles que aqui animarão os ‘10 Milhões de estrelas’, através da música do Coro da Catequese Paroquial e da leitura de diversos textos poéticos sobre a paz”, explicou o sacerdote.

Entre a multidão que comprava velas e fotóforos estavam D. Manuel Quintas, bispo do Algarve, Isabel Soares, presidente da Câmara Municipal de Silves, bem como Carlos Oliveira, presidente da Cáritas Diocesana e José Manuel Estiveira Gonçalves, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Silves.

Após um primeiro momento de oração e reflexão, os presentes caminharam até às portas da catedral, onde depositaram as suas velas e escutaram os jovens. Num misto de silêncio e de alegria, transmitida pelas músicas cantadas pelos jovens, a primeira parte da ação terminou com a poesia de Sophia de Mello Breyner Andersen “A paz sem vencedor e sem vencidos”.

Já no interior da catedral, Carlos Oliveira dirigiu-se aos participantes: “Nos tempos que correm falar de Paz, de Justiça e de Solidariedade é trazer para o nosso imaginário os difíceis momentos que atravessa o nosso mundo, quer por diferença de ideologias, de raça e de religião, agravado com a realidade duma crise (inicialmente financeira), mas hoje mais social”, disse e salientou existirem “sinais visíveis na população dum elevado estado de pobreza, de miséria, de fome e do flagelo do desemprego”, destacando o facto de o Algarve ser a “segunda zona do país com maior índice de desemprego”.

“Fizeram-nos acreditar que éramos um país rico; não tiveram ou não quiseram ter a coragem de falar verdade e confrontamo-nos agora com a dura realidade, de que ainda nos fazem culpados”, acrescentou, ainda o presidente da Caritas Diocesana, que considerou ser “o caminho da solidariedade” aquele que permitirá atingir uma “paz duradoura”, um caminho que “não deve ser papel de uma única pessoa, não se impõe por decreto, mas é, antes, fruto da Justiça e deve ser construída por todos”, envolvendo a “participação solidária de homens e mulheres, crianças, adolescentes e jovens” na defesa “de direitos individuais e coletivos”.

D. Manuel Quintas, bispo do Algarve, dirigiu-se aos presentes, dando particular importância ao papel individual de cada um na construção de uma sociedade mais justa. “É preciso que todos sejamos, cada vez mais, uma luz, que leve a Esperança, a Paz e a Justiça aos que mais precisam”, afirmou e realçou, ainda, a necessidade de sermos “capazes de olhar para os outros e ver realmente em cada um deles um ser que merece e precisa do nosso apoio, do nosso trabalho voluntário e generosidade, como vem acontecendo um pouco por todas as paróquias e aqui mesmo em Silves, onde sei que um largo grupo de pessoas está a trabalhar no apoio social às famílias que mais necessitam”.

Este foi o nono ano em que se promoveu esta ação “10 Milhões de Estrelas – um Gesto pela Paz”, sendo a terceira vez que a Caritas Diocesana centrou o evento em Silves.

O evento terminou, em espírito de festa, com um concerto de Natal da Orquestra de Jazz do Algarve, inserido na programação do “Natal Associa +”, promovido pela Câmara Municipal de Silves.

A campanha da Caritas volta a ajudar no combate à crise. Das receitas conseguidas com a venda de velas e fotofóros (respetivamente pelo valor de 1 e 2,50 euros), 65% reverterão para o Fundo Social da Diocese do Algarve para apoio aos desempregados algarvios vítimas da crise e os restantes 35% serão canalizados para um programa de ajuda alimentar para o povo da Somália.

A Caritas convida ainda cada português a acender uma vela na noite de 24 de dezembro, véspera de Natal, e a colocá-la à janela da sua casa.
A campanha chegou este ano às novas tecnologias, sob o mote ‘Ilumine a vida de quem mais precisa’, englobando duas novas aplicações para IPhone e IPad, uma vela digital (1,60 euros), disponível na Apple Store.

Outra das novidades da campanha natalícia deste ano prende-se com o alargamento dos pontos de venda das velas convencionais. Para além de estarem disponíveis nas Caritas diocesanas, nas paróquias e escolas espalhadas pelo país, as velas estão disponíveis para compra nos espaços comerciais ‘Pingo Doce’.

Sandra Moreira

Verifique também

Peregrinação desafiou famílias das paróquias da vigararia de Loulé a serem “evangelizadoras do amor”

As famílias das paróquias que constituem a vigararia de Loulé peregrinaram no passado sábado a …