Pub

A Cáritas Paroquial de Loulé será uma das sete instituições em Portugal intermediárias no apoio proveniente da campanha solidária ‘Grão a grão combate-se a exclusão’, da Fundação São João de Deus (FSJD), que beneficiará com cabazes alimentares pessoas em situação de vulnerabilidade agravada com a crise provocada pela pandemia de Covid-19.

A campanha beneficiará a nível nacional 622 famílias e em Loulé serão apoiadas algumas das 70 famílias que as paróquias estão a ajudar. O pároco explicou ao Folha do Domingo que antes da pandemia o número de famílias apoiadas rondava as 50 e que a situação deverá ainda agravar-se mais. “Está a aumentar o número de pedidos de ajuda”, assegura o padre Carlos de Aquino, explicando que as paróquias não têm capacidade de resposta para todas as solicitações, como as de pagamento de rendas de casa, e têm privilegiado as famílias com crianças.

Assim sendo, o sacerdote explica que o apoio dado é mais de ordem alimentar com a entrega de cabazes de produtos e que a campanha da FSJD será importante porque ajudará a colmatar as principais carências de bens. “Precisamos de leite, azeite, óleo, enlatados e estes são produtos que esta campanha nos garantirá”, sustenta, explicando que as comunidades paroquiais têm adquirido esses bens em falta com recurso a um fundo próprio.

A campanha solidária ‘Grão a grão combate-se a exclusão’ foi lançada na segunda-feira, decorrendo até 9 de outubro. Em declarações à Agência Ecclesia, a coordenadora da Delegação de Lisboa da FSJD explicou que o montante recolhido vai ser “distribuído de forma equitativa” pelas sete instituições selecionadas, “uma por cada região de Portugal, de norte a sul, incluindo as ilhas”.

Sandra Silva adianta que o primeiro ponto de iniciativa solidária é no dia 7 de agosto e, depois, “a ideia é fazer de três em três semanas”. A FSJD vai divulgar toda a informação sobre esta campanha no seu sítio online, procurando “tornar transparente todo este processo”.

A iniciativa ‘Grão a grão combate-se a exclusão’ vai ter divulgação nas redes sociais (Facebook), no boletim mensal ‘Gestos Solidários’ e através do correio eletrónico.

A Fundação São João de Deus, criada pela Província Portuguesa da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus a 20 de novembro 2006, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) tem como missão trabalhar na área do envelhecimento ativo e da saúde mental, na prevenção e na reabilitação.

com Ecclesia

Cartaz
Pub