Pub

Realiza-se de 22 a 24 de outubro, em Fátima, o IX Congresso de Espiritualidade promovido pelos institutos de inspiração carmelita e teresiana.

Sob o tema “Espiritualidade em tempos de crise”, a iniciativa propõe-se “refletir e fazer uma leitura crente do momento crítico que a humanidade está a viver, com as múltiplas consequências da pandemia, que afetaram o mundo de modo tão significativo”. “Dado que esta hora da história não se enfrenta somente com respostas teóricas, queremos deixar-nos iluminar pela experiência exemplar de quem viveu outras crises e conhecer as propostas de quem responde à atual crise a partir da fé”, explica a organização.

“Este IX Congresso de Espiritualidade quer ser um humilde contributo para repor a espiritualidade em tempos de crise e, assim, abrirmo-nos a novos horizontes de esperança em Deus, Senhor do tempo e da história”, acrescentam o grupo organizador composto pela Ordem do Carmo, pela Ordem dos Carmelitas Descalços, pelas Carmelitas Missionárias, pela Companhia de Santa Teresa e pela Instituição Teresiana.

O encontro contará com seis conferências. A primeira será proferida por Graça Franco, diretora de informação da Rádio Renascença, e terá como tema “Crises como oportunidades”. A segunda conferência ficará a cargo do padre Armindo Vaz, da Ordem do Carmo, sobre o tema “O ser humano em crise no drama de Job” e a terceira será da responsabilidade do padre Joaquim Teixeira sobre a temática “Gerir a crise, inspirados na Família de Nazaré”. A quarta palestra será realizada por Margarida Neto sobre o tema “Saídas para a crise pessoal e familiar”, a quinta, sobre o tema “A comunidade cristã diante da crise: da herança à proposta”, será apresentada pelo padre Salvador Ros, da Ordem do Carmo, sobre “O exercício da esperança em Noite Escura”.

O congresso, cuja participação poderá ser feita em modo presencial ou online, contará ainda com um painel em que será abordado o tema “Cuidar em tempos de crise”. Serão participantes a professora Teresa Eugénio que apresentará uma reflexão sobre “Economia e espiritualidade”, António Lourenço que refletirá sobre “A construção da fraternidade universal” e Matilde Tavares que abordará a temática “O cuidado inter-geracional”.

Pub