Pub

isabel_trindadeO papa vai presidir este domingo ao rito de canonização de sete fiéis católicos e entre os futuros santos está a monja francesa Isabel da Trindade (Isabel Catez), da Ordem das Carmelitas Descalças.

O Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice anunciou que a missa vai ser celebrada na Praça de São Pedro, a partir das 10h15 (menos uma em Lisboa).

No Algarve, o acontecimento será assinalado amanhã com a celebração de uma eucaristia em ação de graças, às 17h, no Carmelo de Nossa Senhora Rainha do Mundo, no Patacão.

A Rádio Vaticano apresenta a futura santa francesa como uma “grande mística”, contemporânea de Santa Teresinha do Menino Jesus.

A religiosa carmelita morreu em 1906 aos 26 anos, após um longo sofrimento causado pela doença de Addison.

Francisco vai também canonizar José Gabriel del Rosario Brochero (1840-1914), conhecido como o ‘Cura Brochero’, que percorreu a Argentina numa mula para levar a mensagem do Evangelho no século XIX. Outro dos novos santos é o jovem José Sánchez del Río, mexicano (1913-1928), martirizado aos 14 anos durante a perseguição religiosa no México.

A lista inclui ainda o mártir Salomão Leclercq (1745-1792), dos Irmãos das Escolas Cristãs; o fundador da União Eucarística Reparadora e da Congregação das Irmãs Missionárias Eucarísticas de Nazaré, D. Manuel González García (1877-1940), bispo de Palença (Espanha); o padre Ludovico Pavoni (1784-1849), fundador da Congregação dos Filhos de Maria Imaculada; o padre Alfonso Maria Fusco (1839-1910), fundador da Congregação das Irmãs de São João Batista.

Pub