Pub

A iniciativa, promovida pelo Sector da Catequese da Infância e Adolescência da Diocese do Algarve, será presidida pelo cónego José Pedro Martins, assistente do Secretariado Diocesano da Catequese, e contará ainda com a participação das irmãs Alda Rego e Leonor Bernardino, do mesmo sector, e do seminarista Miguel Ângelo Falcão, num total de 25 participantes.

Na história recente da diocese algarvia constam pelo menos quatro peregrinações diocesanas à terra-berço do Cristianismo, a primeira realizada no tempo de D. Ernesto Costa, mais duas efectuadas sob a presidência de D. Manuel Madureira Dias, e a última, realizada em Julho de 2006, presidida pelo actual Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas.

Esta peregrinação acontece no quadro das iniciativas que aquele serviço diocesano promoveu no presente ano pastoral de 2009-2010. O cónego José Pedro Martins que é também o vigário episcopal para Pastoral da diocese algarvia, explicou à FOLHA DO DOMINGO a decisão de especificar os destinatários desta peregrinação diocesana. “São pessoas que estão em contacto com a Palavra de Deus, ensinam e referenciam a Palavra a lugares concretos onde o Senhor nasceu, pregou, morreu e ressuscitou. Fazer uma peregrinação com estas pessoas, qualificadas na dimensão da transmissão da fé, é importante porque podemos fazer uma peregrinação com um objectivo mais específico e mais vivida a partir das experiências e dos conhecimentos que têm”, salientou, acrescentando que “a própria pessoa vai usufruir e enriquecer-se para poder desempenhar melhor a sua missão e com mais conhecimentos”.

Por outro lado, o vigário episcopal para a Pastoral preconiza ainda que a Diocese do Algarve possa passar a organizar mais “peregrinações qualificadas” deste género. “Aquilo que as pessoas vivenciam é algo que diz directamente respeito à sua vida”, valoriza o cónego José Pedro Martins.

Os participantes sairão de autocarro, às 10.30h, do Jardim Manuel Bívar, em Faro, com destino ao aeroporto de Lisboa, com paragem em Vale Paraíso (Ferreiras) para acolher os peregrinos do Barlavento algarvio. A peregrinação sairá de Lisboa em voo regular, por volta das 16.40h, fazendo escala em Madrid para seguir depois até Tel Aviv.

No segundo dia, 21 de Julho, os catequistas participantes sairão de Tel Aviv com destino a Cesareia, Haifa, São João Acre, Caná e Tiberíades. Os pontos altos do dia serão a visita ao Monte Carmelo e Caná, lugar do primeiro milagre de Jesus.

No terceiro dia, 22 de Julho, visitam Cafarnaum e Tabor para além Tiberíades, sendo os momentos mais significativos a visita ao Monte das Bem-Aventuranças, à igreja da Multiplicação dos Pães e dos Peixes e à igreja do Primado, à sinagoga de Cafarnaum e à casa de Pedro, ao Lago de Tiberíades e ao Monte Tabor.

O quarto dia, 23 de Julho, será para visita a Nazaré, Jericó, Mar Morto e Jerusalém, com especial destaque para a basílica da Anunciação, construída por cima da casa de Maria, e a igreja de São José, construída por cima da sua residência e carpintaria, e para a incursão pelo vale do rio Jordão.

O quinto dia, 24 de Julho, já na Cidade Santa, os peregrinos visitarão todos os motivos de interesse em Jerusalém, com destaque para o Monte das Oliveiras e para o Monte Sião onde fica o Cenáculo, a sala onde Jesus terá celebrado, com os seus discípulos, a Última Ceia, instituindo assim a celebração da Eucaristia.

No sexto dia, 25 de Julho, a visita a Belém e a Ein Karen trazem como pontos altos as visitas, respectivamente, à igreja da Natividade, construída sobre a gruta onde terá nascido Jesus, à igreja da Visitação e à igreja de São João Baptista.

O sétimo e último dia em Israel, 26 de Julho, terá como ponto alto a visita aos lugares da paixão, morte e ressurreição de Cristo, incluindo o Santo Sepulcro, o lugar mais sagrado do mundo para o Cristianismo.
Os algarvios regressarão no dia 27 de Julho por volta das 16.50h, após escala em Madrid.

No último domingo, dia 11 de Julho, a Diocese do Algarve promoveu em Faro um encontro de preparação da peregrinação com os participantes.

Samuel Mendonça

Pub