Pub

Promovido pela equipa formadora do Seminário de Faro, o Lausperene volta a mobilizar toda a Igreja algarvia, durante 15 dias, para uma cadeia de oração ininterrupta ao Santíssimo Sacramento, 24 horas por dia, que será assegurado pelas quatro vigararias, através de 71 das 80 comunidades paroquiais que as constituem.

A Igreja algarvia volta assim a intensificar a sua oração em torno das vocações de consagração, de modo particular as vocações ao sacerdócio.

O Lausperene Diocesano terá então início na vigararia de Loulé, na igreja de São Clemente, às 21 horas, com a celebração de uma Eucaristia, seguida de um tempo de oração, aberto à participação das comunidades algarvias, particularmente as do Barlavento, constituintes das vigararias de Portimão e Loulé.

Depois de passar pelas várias comunidades paroquiais da diocese, segundo um itinerário distribuído pelas quatro vigararias, o Lausperene terminará com outra celebração litúrgica na vigararia de Tavira, na igreja de Vila Real de Santo António, pelas 21h, aberta novamente a toda a Igreja algarvia, mas particularmente dirigido às vigararias do Sota-vento: Faro e Tavira.

Também chamada arciprestado ou ouvidoria, a vigararia é uma circunscrição eclesiástica de que fazem parte várias paróquias ou quase paróquias (vicariatos).

Samuel Mendonça
Pub