Pub

O projeto resultante da parceria entre o AIA e a Galp Energia entrou em funcionamento no passado mês de janeiro, com uma potência instalada de 100 kW, com estimativa de uma produção anual de energia de 157 000 kWh.

De acordo com Paulo Pinheiro, administrador do Algarve Motor Park, este projeto com 504 painéis fotovoltaicos, equivale a uma redução de emissões de gases para a atmosfera com efeito de estufa de 74 toneladas de CO2 anuais.

Construído numa área de 530 metros quadrados, a central representou um investimento de mais de 750 mil euros, dividido entre as duas entidades.

Segundo Paulo Pinheiro, a central fotovoltaica “alimenta já” o aquecimento de águas sanitárias, a rega de espaços ajardinados que reutiliza águas residuais.

“Uma das nossas preocupações é a sustentabilidade ambiental de todo o projeto do complexo”, destacou aquele responsável.

A Galp é a entidade exploradora da central e o “fornecedor integral de todas as necessidades energéticas do Algarve Motor Park”, desde os combustíveis líquidos e GPL até à energia elétrica, necessária ao funcionamento do complexo.

Além de fornecer o Algarve Motor Park, a central permite à GALP Energia a venda de energia à rede elétrica, em regime especial com base em fontes inteiramente renováveis.

A central fotovoltaica vai ser inaugurada na sexta-feira, pelas 10:00, pelo secretário de Estado da Energia e Inovação, Carlos Zorrinho.

Folha do Domingo/Lusa
Pub