Pub

Ao longo de três décadas o Centro Cultural de São Lourenço tornou-se numa galeria de arte de renome internacional, sendo que por ali passaram alguns dos mais conceituados artistas plásticos contemporâneos, poetas e músicos, nacionais e estrangeiros.

Localizado a cerca de 100 metros da igreja de São Lourenço em Almancil, o Centro Cultural abriu portas a 7 de março de 1981 por iniciativa do casal franco-alemão Volker e Marie Huber, que se apaixonou pelo Algarve e decidiu criar uma galeria de arte. O objetivo era que o espaço fosse um ponto de encontro e de partilha entre artistas, público e comunidade local.

“Acho que todas as coisas têm um princípio e um fim e eu sinto que chegou a altura de me retirar. Tenho esperança nas novas gerações e gostava que, na minha ausência, alguém jovem pegasse e dinamizasse este projeto”, disse a fundadora.

Marie Huber e Volker reuniram uma vasta coleção de arte e estão agora a organizar uma festa de despedida a realizar no dia 7 de abril. A festa vai juntar vários amigos do centro com os quais o casal pretende partilhar parte da sua coleção. Assim, “cada convidado poderá, mediante uma participação de 100 euros, adquirir um vale numerado que corresponde a uma obra de arte. Como todos os vales são vencedores, todos os convidados vão para casa com uma boa recordação do Centro Cultural de São Lourenço”, explicou.

Liliana Lourencinho com Lusa
Pub