Pub

Para além destas instituições foram ainda contempladas no apoio a Associação Bem-Estar Amigos de Querença, a Associação Social para o Progresso e Bem-Estar da Freguesia de Benafim, a Associação Social e Cultural de Almancil, a Associação Esperança e Paz, a Associação Social e Cultural da Tôr, a Associação Pró-Beneficência e Progresso de Alte, a Associação Humanitária de Doentes de Parkinson e Alzheimer, a Associação Existir, a Casa da Primeira Infância, o Centro de Animação e Apoio Comunitário da Freguesia de Alte (Apoio Infantil), o Centro de Apoio à Criança de Quarteira, o Centro Social e Comunitário de Vale Silves, a Fundação António Aleixo, o Grupo de Amigos de Salir, a Instituição de Solidariedade Social da Serra do Caldeirão, e a UNIR – Associação dos Doentes Mentais, Famílias e Amigos do Algarve.

Em nota de imprensa enviada aos órgão de comunicação social, a autarquia considera que as instituições, provenientes das várias freguesias, que receberam os cheques em cerimónia que decorreu no passado dia 28 de dezembro, no salão nobre dos Paços do Concelho, “têm a sua ação em diferentes áreas sociais, com um papel determinante para a resolução dos problemas das populações”. “Numa altura em que todas estas instituições enfrentam dificuldades de tesouraria na sua gestão diária para dar resposta às populações mais desfavorecidas e vulneráveis, este apoio monetário reveste-se de especial importância”, sustenta a Câmara Municipal.

Esta iniciativa ocorreu integrada na Lei do Mecenato, tendo a verba, devolvida ao município por parte de uma seguradora, sido assim utilizada em prol do apoio social.

Pub