Pub

A ciclovia não está prevista no âmbito do Polis Litoral Ria Formosa, mas vai permitir que os cidadãos de Faro deixem o carro na cidade e levem a bicicleta para a praia, quando o Plano de Pormenor da praia de Faro interditar o uso de viaturas particulares na zona.

A circulação de automóveis particulares na Praia de Faro (Península do Ancão) estará proibida durante os meses de verão, de acordo com o Plano de Pormenor da Praia de Faro, que está a ser executado pelo Polis, estando já prevista no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vilamoura/Vila Real de Santo António.

A futura ciclovia vai começar no Teatro Municipal das Figuras e segue pela orla da ria, contornando o aeroporto a nascente, até ao parque de estacionamento exterior à Ilha de Faro, disse à Lusa o presidente da câmara de Faro, Macário Correia.

O autarca escusou-se a avançar prazos para a execução da obra afirmando que, por agora, “há dinheiro para avançar com o projeto, depois se verá", mas confessou que poderá levar "pelo menos uns dois anos."

A entrega de propostas referentes ao projeto termina a 14 de março e o valor base do procedimento é de 25 mil euros. Parte do troço da ciclovia ficará inserida no futuro Parque Ribeirinho de Faro, cujo concurso para a empreitada e fiscalização foi recentemente lançado pela Sociedade Polis Ria Formosa.

O projeto definido para o Parque Ribeirinho compreende uma primeira fase de requalificação e valorização do espaço público e numa segunda fase contempla a interligação dos percursos pedonais do parque à Ecovia do Algarve, com ligação à Ilha de Faro.

O projeto de execução da nova ponte de acesso à praia de Faro – que inclui uma faixa para bicicletas – e vias envolventes, bem como do parque de estacionamento anexo, deverá estar concluído em junho.

Com esta obra pretende-se acabar com as longas filas para a ponte e as atuais dificuldades de estacionamento na praia de Faro.

Lusa

Pub