Pub

Foto © Samuel Mendonça

A Comissão de Utentes do Serviço Nacional de Saúde marcou para o dia 01 de julho uma concentração junto ao Hospital de Portimão, para exigir o aumento dos profissionais nas unidades de saúde do Algarve, foi hoje anunciado.

“Com a entrada do verão, o conjunto de problemas estruturais e na rede de cuidados primários de saúde tende a agravar-se”, alertou em comunicado a Comissão de Utentes do Serviço Nacional de Saúde.

De acordo com o movimento cívico, a falta de investimento na Saúde traduziu-se na falta de resposta dos serviços de urgência, nas consultas de especialidades e nas cirurgias realizadas, admitindo que a situação se possa agravar com a pressão decorrente dos milhares de turistas que visitam o Algarve durante o período de verão.

A comissão de utentes reconhece “alguns esforços do Governo no sentido da contratação de médicos, enfermeiros e auxiliares”, embora sejam medidas que “não só pecam pela sua insuficiência, como não apontam para uma opção sólida e consistente” nos cuidados de saúde do povo português.

“Mesmo as medidas de contingência tomadas neste período [verão] são claramente insuficientes. Por outro lado, prossegue a política de favorecimento dos grupos privados de saúde que só sobrevivem à custa dos recursos públicos que são desviados do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, sublinha.

Segundo a comissão, a situação no Hospital de Portimão “é motivo de insatisfação e revolta, seja para os profissionais que ali trabalham, seja para os utentes, onde os problemas continuam por resolver e que se agravaram nos últimos meses”.

A concentração convocada pela Comissão de Utentes do SNS para exigir a contratação de médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares, a reposição das valências retiradas, o reforço dos meios para responder ao período de verão, está marcada para o dia 01 de julho, pelas 17:00, junto à entrada do Hospital de Portimão.

Pub