Pub

O concelho tem sido um dos únicos do Algarve a inverter a tendência do aumento do desemprego na região, uma vez que, durante o último ano, a abertura de dezenas de novos estabelecimentos comerciais, bem como a implementação de projetos de ação social, têm estimulado a economia e o mercado de emprego.

Com cerca de 6.000 habitantes, Monchique tem atualmente cerca de 300 pessoas inscritas no centro de emprego, o que representa 5% da população, sendo a maioria dos desempregados oriundos da construção civil.

O autarca acredita que o crescimento económico “irá continuar no sentido de rejuvenescer e repovoar e fixar os jovens” no concelho. No que concerne ao comércio dos produtos tradicionais, Rui Andrade afirma que este setor “tem crescido, através de um esforço conjunto para inverter a tendência do encerramento de empresas e do aumento do desemprego”.

Rui Andrade é apologista de que “só não existe maior investimento porque os investidores desmotivam-se ao depararem-se com a burocracia existente em Portugal”, prometendo para o futuro a abertura de novos projetos “de turismo da natureza”.

Rúben Oliveira com Lusa
Pub