Pub

“Este ano é a 30.ª concentração, são três décadas de trabalho em prol do motociclismo e esperamos que seja uma grande concentração, a exemplo das anteriores, que tudo corra bem e que seja uma grande festa das motos”, disse o presidente do Moto Clube de Faro, José Amaro, em entrevista à

Agência Lusa, afirmando que “tudo foi preparado para receber 30 mil inscritos”.

Segundo José Amaro, o investimento feito para a 30.ª edição da Concentração Internacional de Motos de Faro ronda os 800 mil euros, com as inscrições a custarem 45 euros.

O presidente do Moto Clube responsável pela organização de uma das principais concentrações europeias de motos, que se realiza entre os dias 14 e 17 de julho, adiantou que no terceiro dia, sábado, realiza-se o 20.º ‘Bike Show’, “que é uma exposição de motos em que a vencedora vai depois representar Faro nos Estados Unidos, em agosto”.

Em Faro, acrescentou, “uma exposição no Museu Municipal relata um pouco dos 30 anos da concentração e do que tem sido a vida do Moto Clube de Faro”, com Amaro, a frisar que a exposição conta a história do clube e revela motos antigas.

Disse ainda que a exposição abriu no passado fim-de-semana e vai estar patente ao público durante a concentração, todo o mês de julho e agosto.

No recinto da concentração, além do ‘Bike Show’, os inscritos contam com “a animação permanente e bons concertos no palco principal”, onde destacou a presença dos britânicos Iron Maiden, banda mítica de ‘heavy metal’.

“Dos concertos previstos, destacamos os Iron Maiden, que vêm tocar a Faro e vai ser um grande espetáculo. Mas é bom frisar que isto é uma concentração de motos, não é um festival de música, e que os Iron Maiden vêm tocar para os motociclistas”, referiu.

O programa de espetáculos da concentração, que termina com o habitual desfile pelas ruas da cidade de Faro, inclui ainda os portugueses Xutos e Pontapés e Iris, os britânicos Mindlock e os espanhóis Mago de Oz e Los Inhumanos.

Sobre os acessos à concentração, o presidente do Moto Clube de Faro disse que “vão ser feitos dentro dos moldes dos anos anteriores” e alertou os participantes para que “se desloquem em segurança e cumpram todas as regras para que possam ir para a concentração e regressar a casa sem problemas”.

Lusa
Pub