Breves
Inicio | Igreja | Consagrados a trabalhar no Algarve viveram dia de recoleção na preparação para o Natal

Consagrados a trabalhar no Algarve viveram dia de recoleção na preparação para o Natal

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O Secretariado Regional do Algarve da CIRP – Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal promoveu no passado sábado um dia de recoleção para os consagrados – sacerdotes, irmãos ou irmãs, pertencentes a um(a) instituto/congregação religioso(a) – a trabalhar na Igreja do Algarve.

A iniciativa foi orientada, no Colégio de Nossa Senhora do Alto, em Faro, sobre o tema “Deixaram as redes e seguiram-n’O”, pelo padre Nuno Tovar de Lemos, ele próprio religioso, sacerdote da Companhia de Jesus (jesuítas).

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Ao Folha do Domingo, o sacerdote jesuíta explicou que se tratou de um “dia de paragem, de alimento”, de “buscar inspiração” para a vida e de procurar reconfigurar-se com Cristo. “Já seguimos todos Jesus pelo batismo, e nós também pela consagração religiosa, mas por outro lado continuamos a ser aprendizes. Estamos todos os dias a aprender a seguir, até porque a vida vai mudando muito e exigindo de nós novas entregas e maneiras de estar”, afirmou.

O sacerdote advertiu assim para a “grande tentação”, seja na vida consagrada, seja no casamento, como em tantas outras dimensões da vida. “É a gente, ao fazer o compromisso, pensar: «agora já está». Não está. O que está é um processo que tem que ser renovado e atualizado sempre todos os dias”, clarificou.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

“A vida para continuar tem sempre que se renovar, como vemos na natureza, mas também como vemos na paixão, morte e ressurreição de Jesus. E o Natal é isso, é procurar uma maneira nova de amar mais”, concluiu, sublinhando a dimensão de preparação para o Natal daquele retiro.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Ao longo do dia foi dando várias “pistas de oração” a cada umas das participantes para um tempo de reflexão individual e de silêncio, seguido de um momento para partilha do que se rezou e para troca de experiências em pequenos grupos. Cada uma das sequências foi concluída com uma oração de conjunto, com a celebração da eucaristia e com a oração de vésperas no final da tarde.

Verifique também

Paróquia das Ferreiras acolhe Oficina de Oração e Vida

A paróquia das Ferreiras está a acolher uma Oficina de Oração (TOV) e Vida desde …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.