Pub

O Algarve registou em novembro a mais baixa ocupação por quarto em hotéis e empreendimentos dos últimos 24 anos, com uma taxa de ocupação de 12,3%, mais de 70% abaixo do valor registado no mesmo mês em 2019.

Segundo dados divulgados hoje pela Associação de Hotéis e Empreendimentos do Algarve (AHETA), desde 2010, ano em que a ocupação no mês de novembro no Algarve foi de 26%, que não se registava um valor tão baixo.

Face a 2019, a ocupação hoteleira no mês de novembro de 2020 caiu 71,7%, acrescenta a maior associação regional do setor, umas das atividades que mais tem sido penalizada pela pandemia de covid-19.

O mercado britânico foi o que mais contribuiu para a descida verificada (menos 86,9%), seguido do alemão (menos 84,6%), irlandês (menos 56,1%) e do mercado nacional (menos 28,5%).

O volume de vendas apresentou uma descida face ao mesmo mês do ano anterior de 72,5%.

Em valores acumulados, a ocupação por cama regista uma descida média de 56% desde janeiro e o volume de vendas uma descida de 58,4%.

Os dados divulgados pela AHETA contabilizam a ocupação em novembro desde 1996 e até 2020.

A ocupação máxima por quarto foi atingida em 1999, com 55,8%.

Pub