Pub

A Autoridade de Saúde Regional do Algarve determinou hoje a quarentena obrigatória de 14 dias para todos os cidadãos que regressem do estrangeiro ao distrito de Faro, uma medida para conter a propagação da covid-19.

“Determino que todos os cidadãos que regressam do estrangeiro permaneçam em isolamento profilático pelo período de 14 dias, a contar da data da sua chegada”, lê-se no despacho assinado pela delegada regional da saúde do Algarve, Ana Cristina Guerreiro, e publicada na página da internet da Administração Regional de Saúde do Algarve.

A responsável pela saúde pública na região algarvia determina a “aplicação imediata” da quarentena a quem regressa do estrangeiro, justificando que, face à atual situação epidemiológica da doença, “urge que sejam tomadas medidas de contenção máxima de possível contágio”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 271 mil pessoas em todo o mundo, das quais pelo menos 11.401 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se já por 164 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, há 12 mortes e 1.280 infeções confirmadas.

O número de mortos duplicou hoje em relação a sexta-feira e registaram-se mais 260 casos no mesmo período.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

O Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Pub