Pub

A Câmara de Aljezur informou hoje que o concelho se mantém sem casos de covid-19, mesmo depois de ter surgido um surto no concelho vizinho de Lagos devido à realização de uma festa ilegal.

Em comunicado publicado no seu ‘site’, a autarquia esclarece que, desde o início da pandemia e até hoje, “não existe registo ou conhecimento de qualquer pessoas infetada com coronavírus” naquele concelho.

O município aproveitou para apelar às pessoas que procurem informações sobre a pandemia junto de fontes oficiais, já que a “excessiva abundância de informações”, algumas “falsas e erróneas”, aumenta a dificuldade em encontrar “orientações fidedignas”.

“Neste período de desconfinamento em que nos preparamos para receber os nossos visitantes, tal como o fazemos e bem todos os anos, deveremos reforçar as medidas de prevenção e proteção”, conclui a Câmara de Aljezur.

O foco de contágio detetado em Lagos teve origem numa festa de caráter ilegal ocorrida em 07 de junho, no salão de festas do clube desportivo de Odiáxere, alegadamente para festejar um aniversário.

O número de infetados com covid-19 relacionados com essa festa subiu para 90, casos que são maioritariamente de residentes no concelho de Lagos, disse hoje a delegada regional de saúde do Algarve, Ana Cristina Guerreiro.

Na festa participaram pessoas de diferentes concelhos e de várias nacionalidades, havendo vários infetados entre pessoas da mesma família, incluindo crianças, e também entre colegas de trabalho.

O surto já provocou a suspensão de visitas aos utentes em 24 equipamentos sociais do barlavento (oeste) algarvio, num total de 13 estruturas, entre lares de idosos, unidades de cuidados continuados, lares de jovens e de saúde mental, em oito concelhos.

A Câmara de Lagos desencadeou ações intensivas de rastreio aos trabalhadores municipais, por indícios de possíveis contactos com infetados, tendo hoje sido divulgada a inexistência de casos entre, pelo menos, 340 funcionários da autarquia.

Portugal regista hoje mais três mortos relacionados com a covid-19 do que na quinta-feira e mais 375 infetados, a maioria na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os dados da DGS indicam um total de 1.527 mortes relacionadas com a covid-19 e de 38.464 casos confirmados.

Pub