Pub

A Câmara de Silves anunciou hoje o encerramento dos equipamentos municipais desportivos e culturais e o cancelamento de eventos, feiras e mercados, como medidas para travar a disseminação de Covid-19.

A decisão do município de implementar medidas adicionais para “minimizar o risco de contágio pelo novo coronavírus” foi anunciada num comunicado enviado à comunicação social.

De acordo com a autarquia de Silves, a partir de hoje são encerrados o Castelo, os museus de Arqueologia e o do Traje e Tradições, Casa Museu João de Deus, a biblioteca, o Centro de Interpretação do Património Islâmico, Igreja da Misericórdia, Quinta Pedagógica de Silves e o Teatro Mascarenhas Gregório.

Os programas e as atividades dinamizadas pela autarquia previstas para a época da Páscoa foram todas canceladas, bem como os mercados e feiras mensais, com exceção dos mercados alimentares.

Segundo a autarquia, os espaços municipais de atendimento ao público “estão a ser alvo de um reforço de higienização, mantendo-se em funcionamento, mas de forma condicionada, a partir do dia 16 de março”.

Os munícipes que tenham necessidade de atendimento presencial, devem previamente efetuar um contacto telefónico com os serviços e aguardar no exterior do edifício.

Esta semana, a Organização Mundial de Saúde declarou a doença Covid-19 como uma pandemia e, na quinta-feira à noite, o Governo português declarou o estado de alerta.

Desde dezembro do ano passado, que o novo coronavírus infetou mais de 131 mil pessoas, das quais mais de metade já recuperou da doença. A Covid-19 provocou quase cinco mil mortos em todo mundo.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde comunicou hoje que o número de pessoas infetadas subiu para 112.

Pub