Pub

A Câmara de Vila Real de Santo António anunciou hoje o encerramento temporário, a partir de sábado, de equipamentos desportivos e culturais, a suspensão de transportes coletivos e o cancelamento de feiras e mercados, devido à pandemia de Covid-19.

A decisão do município foi anunciada hoje num comunicado que enumera as “medidas extraordinárias para prevenção da infeção pelo novo coronavírus”, a partir de sábado, paralelamente à ativação do Plano de Contingência Interno da autarquia para controlo da pandemia.

As medidas visam “minimizar a propagação do vírus quer entre os funcionários e colaboradores municipais, quer entre a população do concelho” e incluem o “encerramento temporário de todas as infraestruturas e equipamentos desportivos e culturais municipais”, justificou.

Entre estes equipamentos estão a Biblioteca Municipal, o Centro Cultural António Aleixo, o Arquivo Histórico Municipal, o Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela e o Complexo Desportivo Municipal (Pavilhão Ilídio Setúbal, nave desportiva, estádio, campos de jogos, piscinas, balneários, polidesportivos).

Vai também proceder-se ao “encerramento e suspensão temporária” da Casa do Avô, dos Espaços Internet, do autocarro social, dos transportes coletivos, dos postos de turismo e das escolas e ao cancelamento de “todos os eventos desportivos e culturais organizados pelo município ou com realização em espaços municipais”, precisou o município do distrito de Faro.

A par destas medidas, a Câmara algarvia anunciou que vai “cancelar todas as feiras e mercados”, apontando o exemplo do mercado mensal de Vila Nova de Cacela, que costuma ser visitado por locais e turistas e atrai mensalmente centenas de visitantes espanhóis, dada a proximidade com fronteira entre o Algarve e Andaluzia pela ponte sobre o Guadiana.

A redução do atendimento público para o horário entre as 09:30 e as 12:30 também será implementada pela autarquia, que pede aos munícipes para privilegiarem o atendimento não presencial” por telefone ou correio eletrónico.

Caso optem pelo presencial, devem esperar a sua vez junto “à entrada do edifício sede, no lado nascente (Rua da Princesa), no local mais próximo do exterior”.

A Câmara vai ainda “realizar as reuniões dos órgãos autárquicos à porta fechada” e “cancelar todas as reuniões com entidades ou particulares externos ao município”.

Abertos ao público continuarão, “até nova avaliação”, os mercados municipais de Vila Real de Santo António, Monte Gordo e Vila Nova de Cacela, os parques de autocaravanas do concelho, o cemitério municipal, os balneários públicos, o edifício sede da Câmara Municipal e o edifício das oficinas municipais.

“Durante este período, o município solicita a colaboração de todos os munícipes para combater a propagação do vírus e apela para que toda a população esteja verdadeiramente sensibilizada para seguir as recomendações da Direção-Geral da Saúde, nomeadamente as regras básicas de higiene pessoal e de recato social, evitando deslocações desnecessárias”, apelou.

Esta semana, a Organização Mundial de Saúde declarou a doença Covid-19 como uma pandemia e na quinta-feira à noite o Governo português declarou estado de alerta.

Desde dezembro do ano passado, o novo coronavírus infetou mais de 131 mil pessoas, das quais mais de metade Já recuperou da doença. A covid-19 provocou quase cinco mil mortos em todo mundo.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde comunicou hoje que o número de pessoas infetadas subiu para 112.

Pub