Pub

A Câmara de Castro Marim vai encerrar a partir de hoje a piscina municipal e suspender os mercados e todos os eventos, como medida de prevenção para travar o risco de contaminação por Covid-19, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a autarquia adianta que a medida abrange os transportes municipais – excetuando-se os transportes para consultas e exames médicos – e todos os eventos culturais, recreativos e desportivos.

Aquele município informou que vão ser suspensos todos os mercados mensais de Castro Marim, do Azinhal e de Odeleite e programas de visitas culturais e excursões.

Segundo a autarquia, vai ser criado um serviço social e de saúde preventivo, de emergência e proximidade às populações idosas e mais isoladas, especialmente das freguesias de Odeleite e Azinhal.

“Os equipamentos culturais e os monumentos mantêm-se abertos e visitáveis, uma vez que a afluência turística se considera baixa, no entanto serão tomadas medidas específicas e protetoras, quer do visitante, quer dos profissionais que trabalham no atendimento ao público”, adiantou.

A Câmara de Castro Marim apela à população que cumpra com rigor todas as indicações da Direção-Geral de Saúde para conter a pandemia de Covid-19.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, que surgiu na China em dezembro de 2019, como pandemia.

O número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença Covid-19, subiu para 78 em Portugal, mais 19 do que os contabilizados na quarta-feira, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim sobre a situação epidemiológica em Portugal, há 637 casos suspeitos, dos quais 133 aguardam resultado laboratorial.

Segundo a DGS, há ainda 4.923 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

As medidas já adotadas em Portugal para conter a pandemia incluem, entre outras, a suspensão das ligações aéreas com a Itália, a suspensão ou condicionamento de visitas a hospitais, lares e prisões, e a realização de jogos de futebol sem público.

Em todo o mundo, o novo coronavírus já infetou mais de 124 mil pessoas e provocou mais de 4.500 mortos.

Pub