Pub

O diretor do Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC), Fernando Moita, disse ontem à Agência Ecclesia que as catequeses ‘online’ e novos recursos da disciplina de EMRC querem ser um “contributo” às famílias e uma “reciclagem”.

“A Educação Cristã teve de adaptar-se e desenhar uma nova perspetiva, na catequese ‘online’, na Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) com novos recursos para que professores e alunos possam rentabilizar esses momentos e também as escolas católicas têm tido um esforço; tudo isto é um contributo às famílias que estão em casa e também podem fazer um aprofundamento da fé, uma reciclagem”, explica.

Fernando Moita adianta ainda que os educadores “estavam enganados” quando criticavam que “a família não tinha tempo”, pois agora têm chegado feedbacks de acompanhamento das famílias, do “envolvimento das celebrações, sendo verdadeiras Igrejas domésticas”.

D. António Moiteiro, presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé, destacou que era impossível “ficar de braços cruzados” perante as novas circunstâncias e que este tempo se tem tornado um “desafio mas também um tempo de novas oportunidades” para as famílias em isolamento.

O bispo de Aveiro mostrou-se ainda “disponível para dar alguma catequese”, sendo uma hipótese a ponderar e avaliar agora que, a partir desta segunda-feira, o Secretariado Nacional da Educação Cristã inicia a emissão de sessões diárias do projeto ‘Catequese em nossa casa’, no canal do portal Educris no YouTube.

‘Catequese em Nossa Casa’, com a duração de cerca de 20 minutos, tem emissão marcada às 18h30, de segunda-feira a sábado, correspondendo ao 3.º bloco de cada um dos catecismos da infância.

O diretor do SNEC adiantou ainda que vão surgir mais “materiais online e novos recursos” para a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica.

“Apesar de tudo, as famílias não estão a entrar em colapso nem esclerosadas, mas estão a redescobrir fontes de energia e alegrias, o afeto, partilha, amor e caridade e queremos acreditar que, quando tudo voltar ao normal, escolas, trabalho e catequeses vai haver um grande e feliz encontro”, remata.

Ecclesia

Pub