Pub

O município de Faro está a distribuir mais de 160 mil máscaras pela população do concelho, com prioridade às pessoas carenciadas e de risco, assim como ao concessionário do transporte público rodoviário urbano, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a câmara adianta que os equipamentos de proteção individual estão já a ser distribuídos pelas juntas e uniões de freguesias, e instituições particulares de solidariedade social (IPSS) para entrega a esta faixa da população.

“Uma parte significativa destas máscaras está também a ser distribuída pelos edifícios municipais, Mercado Municipal e escolas do concelho, sem esquecer os trabalhadores da autarquia e Fagar [empresa responsável pela gestão de águas e resíduos]”, acrescenta o município.

Ao todo, a autarquia encomendou 180 mil máscaras cirúrgicas, tendo distribuído 20 mil durante o mês de abril, enquanto vigorou o estado de emergência, nomeadamente entre forças de segurança, IPPS e estabelecimentos prisionais.

“Com a entrega deste material, o município de Faro espera poder ajudar à proteção individual da população mais carenciada e de risco, ao mesmo tempo que permite auxiliar a progressiva retoma da atividade presencial dos serviços da autarquia e a atividade laboral e económica do concelho”, prossegue a nota.

Além da distribuição de equipamentos de proteção individual e outro material profilático a várias entidades, a câmara tem também promovido e copromovido várias ações de sensibilização junto da população vulnerável e creches ou jardins-de-infância.

A Câmara de Faro, presidida por Rogério Bacalhau, iniciou em 18 de maio a reabertura dos serviços municipais que se mantinham encerrados desde o decretamento do estado de emergência, com o acesso a ser feito mediante a medição de temperatura corporal.

Paralelamente, à semelhança de outros equipamentos e espaços públicos, o uso de máscara passa a ser obrigatório, sendo privilegiado, sempre que possível, o contacto telefónico ou eletrónico com os serviços municipais.

Portugal contabiliza pelo menos 1.383 mortos associados à covid-19 em 31.946 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde divulgado na sexta-feira.

Relativamente ao dia anterior, há mais 14 mortos (+1%) e mais 350 casos de infeção (+1,1%).

Pub