Pub

Loulé vai celebrar o Carnaval com decorações, fotografias de edições anteriores e ‘placards’ na principal artéria da cidade, além da transmissão pela Internet do baile, revelou à Lusa a autarquia.

“Vivemos com o problema e temos de nos adaptar e encarar o problema e brincar ao Carnaval com a covid-19, também é uma forma de esconjurar o problema”, defendeu o presidente da Câmara de Loulé, Vítor Aleixo.

Segundo o autarca, não haverá carros alegóricos, nem bandas a desfilar, mas serão instalados em “quarto ou cinco pontos” da Avenida José da Costa Mealha “pequenas estruturas” com “bonecos” e fotografias de “corsos carnavalescos de edições antigas”.

Está ainda previsto que “um autocarro com um animador” circule pelas principais ruas de Loulé para permitir que as pessoas o possam “ver das suas janelas”.

O percurso será transmitido em ‘streaming’ – via Internet -, porque ainda há a indecisão “se na data as pessoas estarão confinadas”, acrescentou o presidente da Câmara de Loulé.

Haverá ainda um baile, num formato sem assistência, com a atuação da banda que tradicionalmente anima a noite a ser transmitida via Internet, para quem quiser sentir o “espírito e a atmosfera dos bailes de Carnaval”.

Vítor Aleixo alertou, no entanto, que existe ainda uma dose de incerteza nesta programação, assumindo ser uma “proposta que se faz” a quem encontrar disposição para, “desta forma muito diferente e adaptada a uma circunstância de pandemia”, celebrar o Carnaval.

O autarca salientou também que a autarquia não quis “deixar de lembrar a data” e, numa espécie de “fidelidade a uma das tradições festivas mais enraizadas na comunidade”, continuar a celebrá-la, escolhendo precisamente a covid-19 como tema para a edição de 2021.

O Carnaval de Loulé é um dos mais antigos do país, atraindo anualmente milhares de pessoas.

Contudo, referiu o presidente da Câmara Municipal, este ano tal não irá acontecer, o que terá grande impacto “no alojamento hoteleiro e local”, assim como na “restauração e comércio local”.

“Estimamos que são mais de três milhões de euros dos quais a economia local fica privada, num altura em que tanto precisava”, estimou Vítor Aleixo.

Em outubro, a autarquia anunciou que a edição de 2021 do Carnaval de Loulé não se iria realizar, devido à pandemia de covid-19.

Pub