Pub

Mais de 70 trabalhadores rurais estão de quarentena em Faro depois de ter sido confirmado no domingo um caso de Covid-19 envolvendo um cidadão de nacionalidade nepalesa, que trabalha e reside na zona rural do concelho, confirmou hoje o município.

“O trabalhador encontra-se internado no Centro Hospitalar Universitário do Algarve e é o primeiro registo de infeção pelo novo coronavírus (Covid-19) no concelho de Faro, não temos registou de mais nenhum”, afirmou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Faro, Rogério Bacalhau.

Na sequência da confirmação, a autoridade de saúde “decretou a necessidade de manter em quarentena 74 cidadãos”, de várias nacionalidades estrangeiras, com quem o primeiro infetado terá tido contacto pessoal ou profissional.

Rogério Bacalhau revelou que “devido à possibilidade de contágio” foi solicitada à Câmara Municipal a “cedência de um espaço adequado para este acolhimento”, tendo a autarquia disponibilizado o Pavilhão da Escola Básica de Santo António do Alto, em articulação com o Agrupamento Escolar João de Deus.

Fonte da Administração Regional de Saúde do Algarve revelou que as precárias condições de habitabilidade dos trabalhadores levaram a que fossem acolhidos nas instalações escolares, para que “possam ser feitos despistes, já que pode existir uma nova cadeia de transmissão”.

Entretanto em comunicado, a autarquia informou que “todos os aspetos relacionados com o tratamento clínico” destes cidadãos estão a ser e serão tratados pelas autoridades de saúde.

Para um alojamento condigno, este caso está a ser apoiado pelo Moto Clube de Faro, pelos Bombeiros Sapadores, pelos Bombeiros Voluntários ‘Cruz Lusa’ e pela Cruz Vermelha Portuguesa – núcleo de Faro/Loulé.

Rogério Bacalhau fez um apelo “à tranquilidade de toda a população”, solicitando o cumprimento integral das recomendações de segurança e prevenção da Direção-Geral da Saúde, em particular as que “respeitam ao recato social e às normas de higiene pessoal”.

O número de infetados pelo novo coronavírus em Portugal subiu para 331, mais 86 do que os contabilizados no domingo, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim sobre a situação epidemiológica em Portugal, divulgado hoje às 12:30, há 2.908 casos suspeitos, dos quais 374 aguardam resultado laboratorial.

Segundo a DGS, há três casos recuperados.

Pub